segunda-feira, 18 de maio de 2009

Os mistérios dos pontos corridos



As resenhas esportivas ainda questionam se o melhor formato para o Campeonato Brasileiro é o "mata-mata" de outrora ou o sistema de pontos corridos (a inovação do terceiro milênio para o torneio). Os defensores do modelo atual afirmam que o turno e returno tornam o Brasileirão ainda mais emocionante, pois o mistério não fica restrito ao vencedor do ano - e, em alguns anos, esta charada foi definida rodadas antes do campeonato acabar. A ansiedade permanece até a última rodada para o país saber quem serão os representantes brasileiros na Taça Libertadores da América, quais os times estarão credenciados para a Copa Sul-Americana e quais serão os quatro clubes que irão para a Segunda Divisão do futebol nacional. Mas a longa temporada brasileira incluiu há algum tempo um novo mistério: quando cada time começará a disputar, de fato, o Brasileirão.

Como se trata de um campeonato com 38 rodadas, as equipes costumam pensar no imediatismo das competições paralelas. O Brasileiro só será resolvido em dezembro, mas a Copa do Brasil e a Taça Libertadores terminam antes - e em suas fases decisivas apresentam jogos muito mais estafantes. Com isto, alguns times resolvem entrar em campo com equipes mistas ou até reservas, dando aos titulares o fim de semana para que no meio de semana todos estejam em boas condições de jogo. A atitude dos treinadores criou um mistério para a torcida: quando vale a pena ir ao estádio acompanhar um time disposto a ganhar e com capacidade de sair vitorioso na rodada?

Ontem, de última hora, a torcida corintiana soube que Ronaldo estaria em campo no empate com o Botafogo, no Engenhão. O Fluminense, adversário do alvinegro paulista nas quartas-de-final da Copa do Brasil, deu descanso a seis titulares no jogo contra o Barueri, no interior de São Paulo. Sim, são competições importantes para voos mais altos das equipes envolvidas. Mas num campeonato de pontos corridos cada vez mais nivelado como é o Brasileirão, uma equipe consegue calcular à risca os pontos que pode se dar ao luxo de perder?

Mal o Campeonato Brasileiro começou e os mistérios dos pontos corridos já começam a assombrar as torcidas de todo o país. E olha que a época da "janela" para o futebol europeu ainda está bem longe de chegar.

*****

O tempo e o placar... apresenta os dois extremos da segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

O CHUTAÇO

O Internacional encontrou uma forma curiosa de jogar com cautela por causa das quartas-de-final da Copa do Brasil, mas sem deixar de lado a atenção do Campeonato Brasileiro. O técnico Tite colocou em campo os "reservas de luxo" Guiñazu, D'Alessandro e Nilmar durante algum tempo de partida, e isto ajudou o colorado a vencer o Palmeiras por 2 a 0 e conseguir sua segunda vitória e a atual liderança no Brasileirão (ao lado do Vitória, que também está com seis pontos).

A FURADA

A trinca do Rio de Janeiro não só deixou escapar as vitórias como também conseguiu a proeza de sair de campo sem balançar as redes. E Flamengo e Fluminense não saíram do 0 a 0 contra os estreantes Avaí e Barueri, respectivamente. No outro 0 a 0 carioca, o placar foi até "normal" para um jogo entre Botafogo e Corínthians. Mas ter em seu ataque um Victor Simões que só sabe ficar em impedimento foi de cortar o coração alvinegro.

Um comentário:

Fernando Quaresma disse...

Caro Vinicius Faustini ,

É uma verdae isso que você falou . Pontos corrido em um campeonato extremamente nivelado é complicado .

Eu osu adepto do campeonato português , e voejo que lá só existem 4 times : Porto , Benfica , Sporting e Boa Vista . O resto é como se fosse jogar contra um Nova Iguaçu da vida . Eles , se dão ao luxo de entrar co o time reserva , e ainda vencem pois lá não é tão nivelado como cá e vai ver que é por isso que é muito dificil um time português ter grandes conquistas europeias pois não têm uma liga competitiva .

Aqui no Brasil , se você não "abrir os olhos" acontecerá a mesma coisa que aconteceu com o Fluminense ano passado . Quase caiu porque apenas se preocupou com a libertadores e teve um final trágico no melhor estilo Nelson Rodrigues ... Perdendo nos penaltys em casa para um desconhecido LDU que esse ano NEM passou para a próxima fase da libertadores .

Coisas do futebol ....

Abraços

Prof.Luiz Fernando Quaresma