quinta-feira, 14 de maio de 2009

Coadjuvante de luxo



Em noite de gala para as quartas-de-final da Copa do Brasil, quem roubou a cena dentre as partidas de ida do torneio foi o Vasco. Com uma ótima partida, o time derrotou o Vitória por 4 a 0 em São Januário e saiu de campo com a vantagem de conquistar a vaga mesmo se perder por três gols de diferença no jogo da Bahia.

Novamente, a união vascaína ficou explícita no gramado, e acabou simbolizada pelos autores dos gols: todos eles foram marcados por jogadores diferentes. Carlos Alberto e Élton no primeiro tempo (ambos com oportunismo) e Paulo Sérgio e Nílton no segundo (ambos em cobranças de falta) escreveram a história de um jogo no qual se destacou também o nome do meia Léo Lima - que, do futebol displicente de temporadas anteriores, parece estar recuperando o senso futebolístico, graças a mais um bom trabalho do técnico Dorival Júnior.

Entretanto, por mais que a classificação esteja bem encaminhada, o Vitória faz bastante jus ao título de melhor da Bahia. Em todos os momentos a equipe criou chances diante da defesa do Vasco, em especial através dos pés do lateral Apodi (que, no segundo tempo, em alguns momentos jogou como ponta-de-lança). Mesmo com uma diferença bem grande para tirar, a equipe do técnico Paulo César Carpegiani não deve entregar fácil a vaga nas semifinais da Copa do Brasil, em especial com a torcida apoiando o rubro-negro no Barradão.

No confronto direto com o vencedor de Vasco e Vitória, outro coadjuvante chamou atenção dos torcedores. Enquanto corintianos e tricolores esperavam um bom embate entre Ronaldo e Fred, Dentinho entrou na área e marcou o gol da vitória do Corínthians sobre o Fluminense, por 1 a 0. O Fenômeno até tentou se destacar, mas esbarrou em ótima atuação do goleiro Fernando Henrique.

Na outra partida das quartas, Ponte Preta e Coritiba ficaram em igualdade no primeiro jogo, mas o 2 a 2 em Campinas deu um leve favoritismo ao "Coxa Branca", que se classifica com empate em 0 a 0 ou em 1 a 1. O adversário deste confronto também está muito em aberto.

Flamengo e Internacional tiveram um primeiro embate cheio de emoções. Do lado rubro-negro, uma série de gols perdidos, em especial nos chutes de Ibson e Kléberson. Da parte colorada, chamou atenção o bom esquema defensivo, como forma de amenizar as atuações apagadas de D'Alessandro e Nilmar. Por muito pouco, o clichê "quem não faz, leva" não foi usado para falar sobre a atuação do Flamengo. No último minuto, Bruno fez três defesas milagrosas (duas delas caído no chão) e garantiu pelo menos um 0 a 0 no placar do Maracanã.

Quarta que vem, a trajetória da Copa do Brasil continua. Resta definir quem vai roubar a cena e seguir em busca da caminhada rumo à Taça Libertadores da América.

*****

BOLA PRO MATO

Três brasileiros classificados para a próxima fase da Libertadores. Em campo, o Palmeiras eliminou o compatriota Sport graças às mãos de Marcos (citadas no post de ontem de O tempo e o placar...) e, ontem, o Grêmio confirmou sua classificação com um 2 a 0 diante do San Martin, no Olímpico. Do lado de fora, o São Paulo foi beneficiado pela gripe suína, e seu adversário mexicano decidiu sair do torneio. O importante ao tricolor paulista é ter saúde para continuar nesta maratona sul-americana.

4 comentários:

Marcos Fontelles de Lima disse...

Salve Vinicius,

Em noite de fred e ronaldo gol do dentinho... Só faltava ser em noite do ataque poderoso do inter, gol de qq atacante do Flamengo hauhaua

Fernando Quaresma disse...

Bom Dia Vinicius e Marcos meus grandes amigos blogueiros e grandes comentaristas ,

Vamos por parte :

Primeiro gostaria de citar o Vasco .

O time jogou como um time grande deve jogar . Impondo o seu jogo , atacando , sabendo se defender e tendo a tão falada atitude . Não ficar esperando o time adversario sair para o jogo para ai sim , você mostrar o seu jogo .

Time que é vencedor é aquele que joga para frente . Claro , têm que saber se defender mas tambem não pode ficar recuado como se fosse uma caça fugindo de um predador .

O Vasco , foi um Leão rugindo para cima da baianada . Acima de tudo sou um defensor do futebol carioca e me emociono ver ao ver o Vasco da Gama tendo resultados como esse pois o meu avô que já se foi a 19 anos , era um torcedor fanático pelo clube .

Carlos Alberto , quando resolve mostrar futebol , o time joga para frente , o time muda fica ofensivo , aguerrido , driblador e finalizador com bastante eficiencia .

Lembro-me de jogos do Porto FC , quando o Carlos Alberto queria jogar , minha nossa , não tinha para ninguem . Só dava Porto .

Já sobre o flamengo , acho que o Marcos vai ter um ataque do coração agora , mas acredito sim em uma classificação do flamengo e tenho um argumento plausível para o tal .

Fiquei irritado e insatisfeito com a declaração de um jogador do meio de campo do Inter , que deu como certa a vitoria de seu clube no Beira-Rio . Abriu um sorriso de forma irônica e provocativa . Vi a entrevista do Ibson e só veio a me confirmar que a imprensa e os proprios jogadores do Inter se acham "Imbativeis" . Esta ai o grande erro .

O verdadeiro campeão é aquele que sabe perder , pois se ele não sabe foi apenas um mero vencedor" . Acredito no potencial do Flamengo e se não têm ataque funcionando , têm os meias têm a defesa . Um time não vive só de atacantes .

Lembro-me do time do Real Madri , chamados de "Galáticos" . No primeiro ano , com Ronaldo , Zidane e cia limitada foram campeões da liga espanhola . Já no segundo ano , cade a força deles , eles não eram os temidos "Galáticos" !? Eles perderam para eles mesmos e se o Inter entrar nessa de ser imbatível , vai perder para si mesmo e arrisco . Flamengo 2 x 0 Inter . Apesar de gostar do futebol do Internacional , mas eles vão levar um susto do time da gávea .


Forte abraço aos amigos blogueiros fanaticos por futebol

Marcos Fontelles de Lima disse...

Salve Vinicius, Salve Fernando!!

Na verdade, meu ataque caríaco e já tratado, foi em perceber que quando vc (Fernando) comenta um jogo sem a emoção, o faz de forma muito bacana...

Mas, mesmo assim, acho muito pouco improvável que o Fla passe pelo Inter. Ainda mais depois do jogo de hoje contra o Avaí.

Eu prefiro que meu time perca de 5 a zero, mas que jogue buscando o gol, do que perder de 1 x 0 e não ter vontade de ganhar.

Parabéns ao Vasco. Acho que o Carlos Alberto, jogando assim, sem usar o cotovelo, só não joga na seleção (pelo menos como reserva), pq o Vasco está na série B.

"Há braços"

Marcos!

Fernando Quaresma disse...

Vinicius e Marcos ,

Obrigado pelo elogio . Sou BEM emotivo e busco controlar mais minhas emoções e saber diferenciar o fanatismo da realidade .

Pela lógica , pelos números , pelo o que estamos acompanhando . Sim , O Inter é o favorito contra o flamengo , mas acredito que o flamengo terá um "aditivo" extra guarado dentro daquele escudo rubro-negro que é a provocação do rival .

Lembro-me do jogo da semi-final do carioca deste ano . Flamengo e Fluminense . Era para ser um jogo de dois times , duas grandes potências do futebol carioca , que um deles poderia chegar ao 31º título estadual . Até surgir uma voz que dispara na imprensa carioca , que o flamengo "treme" ao jogar contra o Fluminense .

Neste momento que li essa frase hilária , irrisória e ao mesmo tempo estúpida e cretina . Fechei o jornal aonde lia a matéria , levantei-me e fui até a cozinha compimentar o meu pai pela classificação do flamengo .

Ele ,obviamente , não entendeu absolutamente nada e depois veio a entender . O noso presidente apenas fez o grande favor , de dar um "animo extra ao time da gávea . E perdemos epoderiamos ters aído do maior do mundo , com a cabeça mais roxa de tantos gols que levaríamos . Parecia briga de Davi e Golias .

Por isso , amigo Marcos , que eu acredito em uma classificação . O jogador do Inter , ali , entregou a classificação para o Rubro-Negro . O futebol só é vencido dentro das quatro linhas e você precisa das pernas para chutas e de mão para agarrar . A boca só é usada para informações técnicas . Peculiaridades , coisas sub-nutridas e despojadas não são bem vindas .

Abraços