domingo, 17 de maio de 2009

Fogo brando



Com o Brasil vendo seu futebol cada vez mais carente de craques, logo que uma promessa desponta em gramados brasileiros a tendência é de que todos fiquem cercando o jogador de cuidados para que ele não seja somente um fogo de palha. Primeiro ele atua no finzinho da partida, depois entra no segundo tempo, até, enfim, ser titular (e, quem sabe, titular absoluto). Foi este o caso de Neymar, que atualmente faz a dupla de ataque do Santos com Kléber Pereira.

Considerado um jogador promissor tanto com a camisa santista quanto para uma provável convocação para a Seleção Brasileira, o menino agora é cercado por um tipo de cuidado bem curioso no Santos. O treinador da equipe, Vágner Mancini, afirmou recentemente que Neymar vai voltar a ficar no banco de reservas, para preservar a imagem do jogador.

Sim, é válida a ideia de que os jogadores em início de carreira não podem ser "queimados" por receberem a responsabilidade de carregar um grande time nas costas. Mas no caso de Mancini, Neymar está sendo "punido" com a barração somente por que está sendo valorizado pela imprensa esportiva?

Muitos jogadores promissores precisaram sair das equipes nas quais foram reveladas para que tivessem seus valores reconhecidos. Não é o caso de Neymar, que desde o início vem enchendo os olhos dos torcedores do Santos com seu talento. O jogador imediato para sua vaga, Maicon Leite, tem futebol inferior a ele. Barrar Neymar não poderia ser uma forma de Vágner Mancini atrapalhar a própria equipe que treina?

Ao que parece, o técnico está tentando abrandar o fogo em torno da promessa santista. Mas, se Mancini não tomar cuidado, ele mesmo pode queimar seu filme e perder o cargo de treinador do Santos.

Um comentário:

Fernando Quaresma disse...

Caro Vinicius Faustini ,

Lendo o seu texto , que senpre abrilhantou as minhas tardes de folga , me fez refletir e lembrar-me de uma matéria que vi na última capa da revista Veja .

Garotos , com apenas 13 , 14 anos de idade indo embora para a Europa . O que considerávamos um "assombro" ver grandes jogadores de 22 anos se aventurando nos gramados europeus , agora temos que ficar de queixo caído com a nova safra que vai para a Europa . Não são jovens mais . São crianças praticamentes . Que saem desconhecidos do Brasil e tornam-se grandes jogadores lá fora . E depois , essse mesmo jogador se naturaliza em algum país europeu . Como é o caso do Deco , do Edurado que joga pela Croácia , pode ser o amauri pela Itália .

Ou seja , estamos perdendo os nossos craques praticamente na barriga da mãe . Daqui a pouco será como no filme "O Show de Truman" . A criança nem nasceu e já se tornou um MEGA astro dos gramados .

Sobre o Neymar , não o vejo no momento se "Achando" . Acredito que ele está fazendo o papel dele de jogador de fazer gols e dar alegria aos torcedores santistas .
Eu concordaria , se ele tivesse fazendo prezepada , como "Firulas" toda hora . Querendo dar muitos dribles sem fundamentos . Querendo fazer gol bonito e depois perde o gol . Mas , ele não . Neymare stá eficiente . Ele é novo e está encantado em poder vestir a camisa que um dia o Rei usou no mesmo clube . Mas , ele faz os seus gols , faz jogadas maravilhosas .
É como se fosse retirar a caneta , o charuto e um chapeu panamenho de um grande escritor . Como se fosse calar a voz do rei Roberto carlos .

Espero poder ver e aproveitar enquanto da tempo esse menino Neymar aqui no Brasil . Depois , só assistindo pela TV nos canais a cabo . é lamentavel mas é a pura realidade .

Abraços

Professor Luiz Fernando Quaresma