quinta-feira, 28 de maio de 2009

As semifinais das ausências



O favoritismo entrou em campo nas duas semifinais da Copa do Brasil e deixou em vantagem as duas equipes aclamadas como "melhores do país" no momento. No duelo do Sudeste, o Corínthians empatou em 1 a 1 com o Vasco no Maracanã e joga pelo 0 a 0 em casa. No Sul, o Internacional venceu o Coritiba por 3 a 1, e pode perder até por um gol de diferença em gramados paranaenses. Os dois confrontos da noite de quarta tiveram características semelhantes e curiosas: tanto no Rio de Janeiro quanto no Rio Grande do Sul, os times tiveram de superar ausências de jogadores importantes - e a falta deles pesou no placar final das partidas.

O "Coxa" até surpreendeu no início de partida, quando Marcos Aurélio recebeu bola de Márcio Gabriel e abriu o placar para o Coritiba. Sete minutos depois, o Internacional empatou a partida, em ótima triangulação de D'Alessandro, Nilmar e Taison na qual o último colocou a bola para o fundo das redes. Nem mesmo a saída de Nilmar, contundido, fez com que o colorado ficasse aquém de qualidade. No segundo tempo, seu substituto Alecsandro colocou o Inter em vantagem. A dois minutos do fim, Andrezinho (o herói das quartas-de-final) deu números finais à partida.



O Maracanã recebeu uma grande festa da torcida do Vasco para o confronto do time diante do Corínthians. Mas no primeiro tempo o que os torcedores viram foi uma equipe sem vida no meio-de-campo, praticamente assistindo ao toque de bola da equipe corintiana. O alvinegro paulista abriu o placar com um gol de Dentinho. Foi preciso Dorival Júnior tirar o volante Nílton e o meia Jéferson para que o Vasco tivesse mais gás rumo ao gol.

O jogo teve um novo panorama, o time começou a ter chances e, numa delas, Rodrigo Pimpão conseguiu colocar a bola para o fundo das redes. A partida ficou equilibrada, mas o placar final foi mesmo o 1 a 1. Outros detalhes sobre o jogo estão na crônica feita por este que vos escreve para a página eletrônica Almanaque Virtual:

http://almanaquevirtual.uol.com.br/ler.php?id=19000&O+GRANDE+DERROTADO+DO+MARACANA

Os resultados das partidas seguiram a tendência de quem mais sentiu os desfalques na primeira rodada das semifinais. Sem Marcelinho Paraíba (cumprindo suspensão automática), o Coritiba se viu sem a menor inspiração para conseguir boas jogadas na partida do Beira-Rio, e não soube administrar a vantagem conseguida no início do jogo. A ausência de Guiñazu (também suspenso) não foi tão sentida pelo colorado, pois o técnico Tite dispõe de bons jogadores nas demais posições da equipe.

No Maracanã, a suspensão de Carlos Alberto foi bastante sentida no meio-de-campo vascaíno. Sem poder confiar no futebol de Enrico, Dorival Júnior optou por escalar Jéferson mesmo depois de ele passar cerca de dois meses parado. Além de carência na criação de jogadas, o Vasco se viu dominado pelo Corínthians na primeira etapa da partida. Do lado corintiano, a ausência de Ronaldo, contundido, só foi sentida pelos fãs que queriam vê-lo em campo. O ataque formado por Souza, Jorge Henrique e Dentinho deu trabalho constante à zaga do Vasco e, aproveitando a péssima noite de Gian e Vílson, chegou muitas vezes ao gol de Fernando Prass.

Para a próxima quarta-feira, todos eles estarão presentes nos jogos decisivos para o país conhecer os finalistas do torneio. Serão mais 90 minutos para ver quem estará presente na decisão da Copa do Brasil de 2009.

*****

BOLA PRO MATO

Ao final do jogo do Mineirão, o Cruzeiro demonstrou sua superioridade atual e venceu o São Paulo por 2 a 1 na primeira partida das quartas-de-final da Taça Libertadores da América. O Grêmio conseguiu boa vantagem ao sair da Venezuela com um empate em 1 a 1 diante do Caracas. Só falta o Palmeiras ir bem hoje contra o uruguaio Nacional para manter o futebol brasileiro em peso entre os melhores da América (ainda mais agora, que, infelizmente, o perdedor do encontro entre São Paulo e Cruzeiro irá sair do torneio sul-americano).

Um comentário:

Fernando Quaresma disse...

Caro Vinicius Faustini ,

Como é bom poder ler uma matéria sua . Acho sensacional a forma que você descreve os fatos com muita imparcialidade e sem "bairrismo" que é o mais importante . Noto , que você é um grande profissional .

Sobre a última rodada da Copa do Brasil e Libertadores , eu fiquei surpreso com algumas coisas :

1- Achei que o Inter fosse despachar com muita facilidade o Coritiba que não vive um bom momento no campeonato brasileiro , ao contrário do Inter que até com o "Expressinho da beira - rio " consegue cativar os seus torcedores . O coxa , mostrou ser um time aguerrido , e com capacidade de reverter o jogo no Couto Pereira . O jovem Taison , vêm mostrando o porque é um grande jogador . O futuro do futebol brasileiro está indo muito bem com novas revelações grandiosas .

2- O Vasco jogou muito , criou muito mas passar por cima do Corinthians não é uma tarefa fácil . O time mesmo sem Ronaldo demonstrou sua força e mais uma vez Dentinho desencanta e faz um gol importante para o time paulista . Creio , em mais uma batalha dificilima para o Vasco mas não está perdida a guerra . Sérá um grande duelo entre esses dois gigantes do futebol brasileiro . No jogo gritaram que Pimpão é seleção , será que é isso tudo amigo !?

3- São Paulo x Cruzeiro foi um jogo de fortes emoções , o time mineiro foi maravilhoso e jogou muito . Ramires empolgado com a convocação jogou bem , e o time do São Paulo entra ano e sai ano continua muito bem armado e montado . Um sério candidato para levantar o caneco . O ponto lamentável foi o chute do Richarlyson sobre o jogador cruzeirense . Que coisa hein , é futebol ou UFC !?

4- E o que falar do gigante tricolor gaúcho , um time magnífico que em Copas , cresce e vêm forte para brigar pelo título . Creio em uma final brasileira . E o Grêmio , no momento , é o time com mais capacidade de enfrentar o Barcelona em Tóquio .
O time levou um grande susto mas soube ser paciente e persistente em combater o rival venezuelano e chegar a um empate maravilhoso , com sabor de vitória .
Proxima rodada será a decisão para muitos e a volta para casa para outros .

Grande abraço