terça-feira, 22 de junho de 2010

Quem é que vai no lugar dele?





A expulsão de Kaká se tornou um desafio para a Seleção Brasileira nesta Copa do Mundo. Não que um resultado negativo vá trazer grandes estragos, afinal, os brasileiros estão classificados para as oitavas-de-final. O jogo contra Portugal é um teste para o meio-de-campo do Brasil.

Os comandados de Dunga têm o importante desafio de conseguir sua autoafirmação. A imprensa foi unânime ao dizer que Kaká foi o único meia com criatividade e habilidade entre nomes como Gilberto Silva, Felipe Melo, Josué e Júlio Baptista. Desde a convocação, o meio-de-campo é o setor mais questionado, por sua característica mais defensiva, que prioriza a força e a marcação.

A rigor, o jogador que mais tem qualidades ofensivas na reserva do meio-de-campo do Brasil é Júlio Baptista. Muitas vezes, ele chegou a jogar perto do ataque, e fez gols importantes nas Eliminatórias da Copa do Mundo. Entretanto, Dunga tem na manga outras alternativas para recorrer.

Uma delas é o curinga Daniel Alves. Com Maicon se firmando na lateral-direita, sua chance de ser titular aparece apenas se Michel Bastos não agradar na lateral-esquerda ou numa oportunidade no meio-de-campo. Mas, como Daniel não atuou bem contra Coreia do Norte e Costa do Marfim, é provável que esta chance seja descartada.

Teoricamente, a opção mais ofensiva seria a entrada de Nilmar no ataque, recuando Robinho. Mas é uma alternativa bem mais arriscada. Um jogador que atua mais perto da área pode não render tanto como quarto homem do meio-de-campo. Sua tendência a ir para frente pode deixar o setor exposto, e depender da qualidade do passe dos demais jogadores poderia complicar a criação do setor. Sem contar que o camisa 11 da Seleção Brasileira ainda não teve boas atuações na Copa do Mundo.

A qualidade do meio-de-campo do Brasil contra Portugal só será confirmada durante os 90 minutos - independente do substituto de Kaká. A torcida brasileira não sabe quem é que vai no lugar dele, do "camisa 10 da Seleção" de 2010. Sabe apenas que não deseja um "rosto feio" para Seleção Brasileira no último jogo da fase classificatória.

*****
Dê o PLAY e ouça Camisa 10, música escrita e interpretada por Luiz Américo para a Copa de 1974. Às vésperas da competição, Pelé anunciou que não jogaria mais a Copa. A situação inspirou o compositor, num tema que parece ser bem atual.

Um comentário:

Tiago Cordeiro disse...

Eu colocaria o Júlio no lugar do Elano e o Alves no lugar do Kaká. Dentro desse elenco que o Dunga convocou é o possível.