quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Pouco



Retorno de férias, desinteresse pela partida e botinadas do adversário. Esta trinca de desculpas passou ontem pelo estádio da Estônia, no amistoso da Seleção Brasileira diante dos estonianos. A magérrima vitória, conquistada graças a um gol de Luís Fabiano aos 42 minutos do primeiro tempo, amenizou a partida ruim do Brasil.

O selecionado canarinho foi mero rascunho da equipe campeã da Copa das Confederações. Por mais que o adversário tenha sido recomendado a parar a Seleção Brasileira na base do antijogo, jogadores como Kaká, Luís Fabiano e Robinho tinham um currículo muito maior para driblarem os pontapés da Estônia. Caçula no futebol mundial (sua seleção tem somente 17 anos de existência), ela tem muito o que aprender para um dia almejar a Copa do Mundo. Kleberson acabou virando o símbolo do que foi a atuação da seleção estoniana no jogo - numa entrada desleal do adversário, caiu e teve uma nova luxação no ombro, que pode fazer com que ele desfalque o Flamengo até o final de 2009.

Some a isto, um Brasil desatento, disperso em campo e que em alguns momentos ameaçou cair na provocação dos adversários - principalmente nas do goleiro Pareiko, que discutiu com Robinho e Lúcio. Bem, o 1 a 0 de ontem serviu apenas como prévia do que a Seleção Brasileira enfrentará no Monumental de Nuñez em 5 de setembro. Mas as provocações da Argentina certamente virão amparadas pelo bom futebol deles, coisa que passou bem longe da Estônia ontem.

4 comentários:

Leonardo Resende disse...

O placar foi magro, mas temos de entender que o time da Estonia entrou em campo para distribuir pontapés e carrinhos. Foi desleal em diversos lances, o que é lamentável...

Visite também o Rio Futebol, se puder!

Grande abraço,

Leonardo Resende
Rio Futebol
http://riofutebol.blogspot.com
adm.riofutebol@gmail.com

jk disse...

fala vinicius beleza?
Sou filho da dermatologista da sua tia Tereza e ela indicou este seu blog esportivo.

Realmente o jogo de ontem foi horrível.Se eu fosse o árbitro daquela partida,o jogo terminaria por falta de jogadores em campo da Estônia.
Até que o Dunga poderia poupar os jogadores principais já percebendo da violência do jogo.E houve a infelicidade da contusão do Kleberson(sou rubro negro;mas isso são coisas do esporte)
Mas percebemos claramente que nossa seleção pode jogar muito melhor contra a Argentina no dia 5;apesar de particularmente ,acho que em casa,
com apoio da torcida , a Argentina pode ser superior e obter a vitória.

UM GRANDE ABRAÇO
lEONARDO VALEJO

Derbson Frota disse...

Realmente foi pouco o futebol que nossa Seleção apresentou! Mas não dava pra mostrar uma partida "fantástica" com toda aquela violência!

Talvez o Brasil tenha guardado bom futebol e muitos gols para a Argentina, pelas eliminatórias...

Derbson Frota
Tianguá CE

Vinícius Faustini disse...

Leonardo Resende,

sim, foi um jogo muito desleal da parte deles, mas o jogo me pareceu uma mera volta de temporada pros "europeus brasileiros".

Leonardo Valejo,

minha tia falou que tinha indicado pra você. Concordo que a Seleção Brasileira tem cacife pra jogar bem melhor do que ontem, e arrisco que o Brasil possa surpreender os argentinos. Mas será bem difícil, principalmente por causa da catimba deles, que é bem maior do que a do jogo de quarta.

Derbson,

é o que esperamos mesmo. Mas acho que a violência não pode ser um pretexto pro futebol inferior na vitória magra que o Brasil teve.

Obrigado a todos os que escreveram aqui,

Vinícius Faustini