terça-feira, 25 de agosto de 2009

Outro homem que veio de longe



Às vésperas da "janela do meio de ano" fechar definitivamente no Campeonato Brasileiro, mais um clube recorreu a uma solução hermana para se reforçar. Desembarcou em São Paulo o meia argentino Matis Defederico, que vem para o Brasil defender a camisa do Corínthians.

Sim, é bem verdade que há muito tempo o Brasil abre suas portas para jogadores estrangeiros - do goleiro Andrada até o atacante Doval, passando por nomes mais recentes como o zagueiro Gamarra, o meia Rincón e o atacante Carlitos Tevez. No entanto, o fenômeno vem sendo cada vez maior nestes Campeonatos Brasileiros do início do século XXI. Até mesmo clubes considerados de menor expressão recorreram a jogadores do exterior para reforçar o seu elenco - caso do paraguaio Acosta, que se destacou em 2007 jogando pelo Náutico.

O Corínthians, que alguns anos atrás teve até um treinador estrangeiro (o argentino Daniel Passarella), é o clube que abre as portas no Brasil para um jogador que promete desfilar bom futebol pela América do Sul. A contratação de Defederico é reverenciada por toda a imprensa mundial. O jogador é considerado por muitos "o novo Messi" da Argentina, e seria a solução para o meio corintiano - assim como aconteceu em seu clube anterior (o Vasco), o meia Morais não consegue ajudar o ataque do alvinegro paulista.

Em época de debandada constante de brasileiros rumo ao exterior, os clubes brasileiros recorrem aos países da América do Sul para conseguirem vencer no Campeonato Brasileiro. Defederico é o mais novo investimento brasileiro em um homem que veio de longe.

2 comentários:

Saulo disse...

Me parece que esse argentino é muito bom de bola.

Leonardo Resende disse...

Defederico é um bom jogador e uma excelente aposta.

Se é novo Messi ou não, eu não sei, mas acho que é um pouco precipitado a Fiel ir achando isso. Até mesmo para não pressioná-lo durante sua adaptação ao futebol brasileiro.

O Corinthians fez um bom negocio. Realmente investir nos países vizinhos tem se tornado um hábito aqui em terras tupiniquins. São jogadores que sao bons e são baratos. Eu apoio esta prática.

Visite também o Rio Futebol, se puder!
Grande abraço,

Leonardo Resende
Rio Futebol
http://riofutebol.blogspot.com
adm.riofutebol@gmail.com