quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Terminou no zero



A Seleção Brasileira encerrou sua participação nas Eliminatórias da Copa do Mundo da mesma forma que começou: com um empate em 0 a 0 e muita desconfiança para a torcida e a imprensa esportiva. Mas a insegurança não vem de esquemas táticos ou jogadores convocados. A situação mais grave vem da instabilidade das atuações do atletas brasileiros.

O empate sem gols contra a Venezuela, uma seleção que jogou durante os 90 minutos com a única intenção de não sofrer gols, deu uma frustração numa disputa de Eliminatórias tão hesitante. Entre as duas "Seleções Brasileiras" da competição - a apelidada de "seleção vagalume", por não conseguir fazer duas boas partidas consecutivas, e a empolgante equipe que surpreendeu na reta final ao trazer vitórias expressivas em território adversário (4 a 0 sobre o Uruguai em Montevidéu e 3 a 1 sobre a Argentina em Rosário) - prevaleceu a falta de brilho da primeira opção no jogo de encerramento. Pela quarta vez neste torneio, a torcida saiu de campo sem ver a rede balançar em um jogo realizado no Brasil.

O time veio com algumas mudanças em relação à derrota para a Bolívia. Além dos retornos de Gilberto Silva, Kaká e Luís Fabiano, entraram em campo o lateral-esquerda Filipe Luís e o volante Lucas (ambos tendo a primeira chance como titular com a camisa brasileira). Mas, mesmo diante de uma torcida sul-mato-grossense que foi apoiar o time, o Brasil jamais conseguiu se desvencilhar de um forte adversário - a apatia.

Tanto que somente aos 28 minutos veio a primeira tentativa clara da Seleção Brasileira - um chute de Luís Fabiano. O camisa 9 teve outras oportunidades, mas todas mal incomodaram o goleiro Vega. Apesar dos venezuelanos pouco chegarem à área brasileira, o goleiro Júlio César teve mais perigos para evitar, como na cobrança de escanteio de Maldonado que por pouco não foi direto para o gol, e também na cabeçada de Arango, no lance final do primeiro tempo.

A Seleção Brasileira ensaiou uma melhora nos primeiros minutos da etapa final. Dentre os lances de maior perigo, veio o de Gilberto Silva, que cabeceou na trave uma bola lançada em cobrança de escanteio de Filipe Luís, aos sete minutos. Três minutos depois, o zagueiro Miranda foi expulso por uma cotovelada em Maldonado. Mesmo com um a menos, o Brasil teve boas oportunidades, em lances de Ramires e Luís Fabiano.

E no encerramento brasileiro das Eliminatórias da Copa do Mundo, Dunga mais uma vez teve de recorrer a improvisos. Filipe Luís foi mais uma opção mal-sucedida na lateral-esquerda, e acabou substituído pelo meia Alex. Com a mexida, o treinador recuou Gilberto Silva, deixando o volante como terceiro zagueiro. O meia Elano e o atacante Diego Tardelli movimentaram um pouco mais a partida, só que sempre esbarravam na retranca venezuelana.

O último bom momento da Seleção Brasileira veio já nos descontos do árbitro peruano Victor Carrillo. Kaká desceu na esquerda, passou por um zagueiro e chutou uma bola na trave de Vega, já batido no lance. O chute do camisa 10 acabou sendo o símbolo do que foi o Brasil nestas Eliminatórias. Até que houve alguns lampejos de bom futebol, mas a maioria deles bateu na trave, desviados por um aparente desinteresse dos jogadores e até uma certeza de que o favoritismo do time verde e amarelo é inabalável. É bom Dunga começar do zero o planejamento para a Copa do Mundo de 2010. Ainda mais que a caminhada até ela terminou justamente no zero.

Um comentário:

Leonardo Resende disse...

Ficou no zero, mas acho que o Brasil entrou querendo vencer.

Esbarrou no próprio nervosismo e na trave, mas podia ter vencido.

É um time que tem todas as condições de faturar a copa!

Peço mil desculpas pelo sumiço. Estou enrolado até os cabelos e a falta de tempo me manteve afastado durante todo esse tempo da blogosfera. Prometo passar aqui mais vezes, mesmo que não atualize lá o meu blog, ok?

Aproveito que já estou aqui e peço pra que vc visite também o Rio Futebol, se puder! Demorei, mas consegui atualizar novamente, rs!

Grande abraço,

Leonardo Resende
Rio Futebol
http://riofutebol.blogspot.com
adm.riofutebol@gmail.com